Resultado financeiro atinge R$ 240 por bezerro, segundo especialista

O sistema intensivo na recria de novilhas é um dos destaques da programação do Confinar, um dos principais eventos sobre pecuária de corte do país que está em sua 5a edição.

Serão abordados temas relacionados ao atual cenário econômico e as mais recentes tecnologias aplicadas à pecuária de corte, que acontecerá nos dias 31 de maio e 1º de junho no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, promovido pela Beef Tec.

O médico veterinário, Rogério Fonseca, ministrará uma palestra sobre o tema. Segundo o especialista, o foco é colocar as fêmeas em reprodução entre 12 e 16 meses de idade, logo após o período de desmama, no sistema de confinamento, utilizando uma alimentação cuja base é de 45% de concentrado e 55% de volumoso.

Para o criador de gado iniciar este sistema, Fonseca salienta que os gastos diários são compensados em médio prazo, desde que haja o correto gerenciamento de custos. “Em média, em um sistema de recria em confinamento, será gasto aproximadamente R$ 460,00 por bezerra, sendo o custo diário de aproximadamente R$ 2,65”. A conta do palestrante considera um ganho médio diário de 800 g/dia, volume considerado satisfatório.

Entre as vantagens no sistema destacado pelo especialista  a principal é eliminar uma categoria improdutiva da propriedade. “Essa categoria seria  da bezerra desmama até a novilha que entra em monta aos dois anos, dando chance dessa novilha já entrar na vida reprodutiva entre 12 e 16 meses de idade”. Com isso, o retorno, na avaliação de Fonseca é um retorno em curto prazo. “O resultado financeiro fica ao redor de R$ 240,00 por bezerro desmamado, caso a taxa de prenhez das novilhas expostas seja de pelo menos 70%”, salientou.

A reprodução é por intermédio da inseminação artificial, garantindo maior eficácia. Entretanto, o palestrante salienta que alguns cuidados são relevantes para garantir o sucesso do método produtivo. “Os principais cuidados estão relacionados à adaptação dessa novilha ao pasto, para que permita que ela continue ganhando peso e se desenvolvendo. É ideal que as novilhas cheguem com peso entre 390 e 400 kg ao parto, considerando o biótipo de animais que estamos trabalhando”.

Fonseca salienta também que é importante ter atenção no momento da reprodução “Devemos cuidar com o tipo de touro ou sêmen a ser utilizado, focando em buscar bezerros que tenham baixo peso ao nascimento”. Sobre a parte sanitária, o manejo é o padrão: “Vacinamos contra todas as doenças, como clostridioses, raiva e aftosa nas campanhas, protocolo sanitário, no 5º, 8º e 11º mês e contra doenças reprodutivas”.

Sobre o evento – O Confinar 2016, um dos principais eventos sobre pecuária de corte do país, está em sua  5ª edição.   O objetivo principal é fornecer ao pecuarista uma série de novas informações por intermédio das opiniões dos melhores analistas e dos dados dos principais pesquisadores do setor para aumentar a rentabilidade do negócio. Serão abordados temas relacionados ao atual cenário econômico e as mais recentes tecnologias aplicadas à pecuária. Dias 31 de maio e 01 de junho no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, Campo Grande MS.  Informações www.confinar.net

Ana Brito