Entre os temas que serão abordados no Confinar 2016, evento que trata de pecuária intensiva em busca de rentabilidade, a intensificação sustentável é o um dos que mais desperta a atenção do setor, por dois motivos, o primeiro porque a sustentabilidade é um assunto em voga na agropecuária de Mato Grosso e o segundo porque a intensificação permite a viabilidade do sistema produtivo.

 No Confinar 2016, o pesquisador da Embrapa Pantanal – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Ériklis Nogueira, abordará uma palestra com este tema. Veja abaixo uma entrevista sobre o assunto:

Confinar 2016 – Durante o Confinar 2016, o senhor ministrará uma palestra sobre Intensificação Sustentável. Poderia comentar um pouco sobre o tema?

Ériklis Nogueira – A sustentabilidade sócio econômica e ambiental é uma exigência e uma oportunidade para a agropecuária brasileira.  Em regiões de pecuária extensiva como pantanal e muitas áreas de cerrado que trabalham com pecuária de cria, muitas propriedades ainda apresentam índices produtivos baixos e que podem ser elevados para melhora dos resultados econômicos, que impactariam em todo o sistema produtivo, aliando as melhorias sócio ambientais das propriedades.

Confinar 2016 – Ao longo dos anos, vemos que o produtor rural de MS tem conseguido aumentar com maior representatividade a produção do que a área disponível para a criação de bovinos. Na sua opinião, esse perfil sustentável do produtor, se deve ao que?

Ériklis Nogueira – A busca dos produtores por utilização de tecnologias  que estão disponíveis para melhora de produtividade, aliadas a uma maior profissionalização do setor. O Brasil possui muitos produtores que servem de exemplos para outros países que trabalham com pecuária aliando produtividade e conservação ambiental, porém ainda encontramos algumas propriedades com índices produtivos aquém do potencial que possuem. Quando nestes últimos os índices elevarem-se, nossa agropecuária como Brasil mostrará números robustos.

Confinar 2016 – No Pantanal, o produtor rural concilia a produção com a preservação ha mais de dois séculos. A que se deve isso?

Ériklis Nogueira – Em grande parte pela consciência ambiental dos produtores e famílias que convivem com produção e conservação ambiental. Mas outro ponto que contribui para que o Pantanal seja o bioma Brasileiro mais conservado, talvez seja a dificuldade de acesso, ou de introdução de tecnologias aliadas as características do bioma, como cheias periódicas.

É importante que no momento de introdução de tecnologias para aumento de produtividade seja levado em conta os cuidados com o componente ambiental, para minimizar esses impactos e continuar com a preservação do bioma.

Confinar 2016 – O Brasil é considerado uma referência em sistemas de integração, mas ainda há muito que se ampliar. Na sua avaliação, quais são os obstáculos que o produtor ainda enfrenta neste quesito?

Ériklis Nogueira – Em alguns casos falta de informação, a  falta de profissionalização em propriedades sem tradição agrícola,e por fim  a dificuldade de acesso a recursos financeiros aliados aos custos elevados destes sistemas.

Sobre o evento – Em sua quinta edição, o Confinar já consta na lista dos principais eventos sobre pecuária do Brasil. O objetivo principal é fornecer ao pecuarista uma série de novas informações por intermédio das opiniões dos melhores analistas e dos dados dos principais pesquisadores do setor para aumentar a rentabilidade do negócio.

Ana Brito